Artigos

Design

O que você entende por “Os quatro princípios básicos do design”?

Bom, primeiro você precisa entender que estes quatro princípios estão presentes em qualquer obra de design, sendo assim, estes princípios são extremamente básicos. Eles são representados por: Proximidade, alinhamento, contraste e repetição.

Ao nos aprofundarmos mais, entenderemos eles de modo mais fácil.

ALINHAMENTO

Na parte ocidental do mundo, começamos a olhar e interpretar algo olhando do canto superior esquerdo até chegar por fim ao canto inferior direito.

Pensando assim, quando se elabora um projeto gráfico, é necessário levar em conta que se tudo for alinhado somente à direita, logo será ignorado pelo leitor. Evite também que o texto e as informações se espalhem de modo que fique confuso ao se ler e entender. Pois ninguém gosta de se perder enquanto lê e compreende algo.

É necessário que haja coerência nas informações, o que nos leva ao próximo princípio.

PROXIMIDADE

Neste princípio temos a base de que informações similares devem estar próximas, ou seja, manter o título da arte próximo das informações secundárias, novamente voltando ao fato de que o leitor que irá interpretar a arte não precise pensar muito, a mensagem deve ser passada diretamente de modo claro.

Você não vai querer que o leitor fique se questionando se a arte está correta, ou se as informações separadas são uma forma de chamar a atenção ou alguma palavra-chave na arte.

Enfim, manteremos uma distância pequena entre elementos que se tratem do mesmo assunto, o que vale para informações não similares, estas não devem ficar próximas. Ninguém quer que a arte fique sem nexo e confusa para o leitor.

Destacar ou “quebrar” informações propositalmente é algo muito comum em um projeto gráfico, o nosso próximo princípio pode ajudá-lo com isso.

CONTRASTE

O contraste precisa ser usado com muito cuidado, um exemplo é você colocar um fundo amarelo na imagem e a letra em branco, as duas cores são muito parecidas por serem claras, ou seja, não há uma diferenciação de cores na imagem.

É claro que o contraste não se trata somente de se diferenciar cores claras com escuras, mas também podemos utilizar os textos para criar contraste. Como podemos fazer isso? Bom de modo simples, uma FRASE ESCRITA EM CAIXA ALTA pode chamar muito mais atenção do que outra frase escrita em uma caixa menor, até mesmo fontes diferentes podem criar o contraste que você procura.

Após criada a sua “identidade” na arte é aconselhável não se alterar esta, o que nos leva ao princípio de repetição.

REPETIÇÃO

Com repetição deve-se entender como a utilização dos mesmos elementos visuais, ou seja o alinhamento, o contraste e a proximidade devem ser iguais nas artes seguintes. Assim você seguirá a sua identidade, novamente levando em conta que você não quer que aquele que vai olhar sua arte se sinta perdido e perca rapidamente o interesse pelo que você esta mostrando a ele.

CONCLUSÃO

Tendo esses princípios em mente, você tem a base para ter um bom design no trabalho que for desenvolver. Logicamente existem muitos pontos que designers e diretores de arte sabem explorar muito bem que valorizam mais o trabalho, porém com estes princípios o design fica mais harmonioso e de fácil entendimento da mensagem para quem estiver vendo.


Gostou desse conteúdo?

Sugerimos a leitura do nosso artigo “Afinal, o que é branding?” que pode te interessar também.

Obrigado e até mais!

Postado por
Lucas faz parte do time de criação da Agência Madison