Artigos

E-commerce

Mesmo com a crise, E-commerce cresce consideravelmente

O faturamento do E-commerce brasileiro, fechou o primeiro semestre de 2015 com um aumento considerável.

O comércio eletrônico brasileiro fechou o primeiro semestre de 2015 com um faturamento de R$ 18,6 bilhões, crescimento nominal de 16% em relação ao mesmo período de 2014, quando foi registrado R$ 16,1 bilhões. Os dados são da 32ª edição do relatório WebShoppers, levantamento do setor feito pela E-bit/Buscapé, unidade especializada em informações do comercio eletrônico do Buscapé Company.” – Meio&Mensagem.

Um dos fatores principais desses números, foi o crescimento do ticket médio das compras, que cresceu em 13% e atingiu R$377.

“A pesquisa projeta que o e-commerce alcançará um faturamento de R$ 41,2 bilhões ao final do exercício, valor 15% maior sobre o do ano passado. O número de pedidos deve crescer 5% e chegar a 108,2 milhões até o final do ano. Nos primeiros seis meses de 2015, 17,6 milhões de pessoas fizeram, ao menos, uma compra em lojas virtuais brasileiras, contabilizando 49,4 milhões de pedidos.” – Meio&Mensagem. 

Baseado nesses dados, conclui-se que o E-commerce é uma grande oportunidade de negócios para as empresas que ainda não aderiram. Diante da crise, a melhor alternativa, é aproveitar todas as oportunidades do mercado. Para 2015 adiante, o e-commerce vem forte no mercado e amplia as vendas das empresas, e os números podem até mesmo ser comparados com as vendas do varejo tradicional. Os preços e condições, são fatores decisivos que tornam esse tipo de venda a melhor opção para os consumidores.

Postado por
Sócio Diretor na Agência Madison